Pular para o conteúdo principal

Definindo temáticas

Olá queridas palhaças!

Muito grata por todas as sugestões que enviaram para nortear a escritas das próximas edições da nossa Revista!
Fiquei muito feliz e acho ótimo que possamos ir trocando ideias na construção desta revista, que surgiu com o intuito de registrar os trabalhos que estamos fazendo, refletir sobre os assuntos que nos motivam e instigam nesta jornada e sugerir das mais diversas formas, ideias para a elaboração dos nossos trabalhos. 
Com base nas sugestões enviadas, organizei da seguinte maneira:

4a Edição - DIVERSIDADES POÉTICAS (englobando as seguintes sugestões)

Manuela Matusquela - Poéticas femininas
Taís Lira - Palhaçaria feminina de rua
Nara Menezes - Mulheres e o Universo Freak
Raquel Franco de Almeida - Comicidade, Gênero e Cultura popular: Como os aspectos do universo feminino são manifestados nos brinquedos populares.
Andréa Flores - Territórios e cenários de comicidade Feminina
Drica Santos - Diversidades poéticas
Angela De Castro - Palhaças interagindo com outras linguagens: música, dança, composição

5a Edição - CENA, DRAMATURGIA E CRIAÇÃO (englobando as seguintes sugestões)

Raquel Franco de Almeida - Cena, dramaturgia e criação 
Alessandra Nogueira - Direção e palhaçaria feminina
Adelvane Néia - Repertório, Gags na Comicidade Feminina
Michelle Silveira da Silva - Processos Criativos

6a Edição - HISTÓRIA, FORMAÇÃO E TRANSFORMAÇÃO (englobando as seguintes sugestões)

Manuela Castelo Branco - Comicidade e Gênero
História da mulher na arte cômica
Geni Viegas - Palhaças da nova geração
Cris Villar - Palhaças empreendedoras
Ana Borges - Palhaças emergentes ou os desafios dos primeiros passos
Lily Cursio - Integrando os gêneros e alcançando a transcendência
Maia Glaucia - O papel transformador de mundo das palhaças
Noemi Viana - Alfabetização do olhar na palhaçaria
Sarah Jorge - História da mulher na arte cômica
Samanta Anciães - O riso como cura, fora do trabalho em hospital 
Lia Motta - Palhaças politicamente engajadas
Sarah Monteath - De que maneira a palhaçaria feminina pode ressaltar, questionar ou modificar as relações de gênero?
Durante seus cursos de formação, você se depara com a necessidade de uma abordagem de gênero?
Em que momentos na sua trajetória você se deparou com as questões de gênero?
COMICIDADE GÊNERO NOS Cursos de FORMAÇÃO

O que acham?
Estamos trabalhando para a realização destas edições! 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

REVISTA PALHAÇARIA FEMININA 4a Edição a caminho!!!!!!

Olá amigas palhaças, 
é com muita alegria que venho informar que nosso projeto para a 4a. Edição da Revista Palhaçaria Feminina - Registros e Reflexões sobre a Palhaçaria feita por mulheres no Brasil, foi contemplado no EDITAL DE CONCURSO 032/2017 PARA FOMENTO E CIRCULAÇÃO DAS LINGUAGENS ARTÍSTICAS DO MUNICÍPIO DE CHAPECÓ.
Agora seguimos o processo de documentação e em breve iniciaremos a confecção da REVISTA! 
Agradeço de coração a todas as artistas, palhaças e equipe que me ajudaram no processo de escrita do Projeto. Agradeço a Sarah Monteath que me ajudou na escrita do Projeto de Pesquisa! 
Muito feliz com essa possibilidade de darmos continuidade a esse projeto tão importante para nós! 
Agradecida!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


A IMPORTÂNCIA DOS FESTIVAIS

Os encontros são importantes por serem encontros. Redundâncias de momentos únicos. Um encontro nunca é igual ao outro, por isso é um encontro.  Os festivais relembram-nos que não estamos sós e que podemos e devemos nos nutrir umas às outras. Não sei ao certo se hoje mais que nunca sermos mulheres, artistas e cidadãs é um ato de resistência, logo um posicionamento político.  E para desfazer eventuais mal-entendidos, um posicionamento político não é necessariamente um posicionamento partidário. Os partidos dividem-nos, partem-nos e urge tranquilizarmo-nos e olharmos com cooperação uns para os outros, umas para as outras. Aí está o fortalecimento.  O que nos une? O que nos toca a todos o coração? Bom, lá terei de cair num grande clichê o Amoooreeeeee!  Mas quem é esse Amor? É antes de tudo sermos seres plenos e falíveis, caminharmos com a dignidade da nossa vulnerabilidade. A vulnerabilidade é uma força e não uma fragilidade. Vulnerabilidade é prontidão para aceitar as circunstâncias e vicis…

Cadastramento de Palhaças Brasileiras

Queridas Palhaças que ainda não responderam as perguntas do cadastramento, por favor, se quiserem, aqui vai os tópicos:
estes dados vão para o blog e servirão para que possamos conhecer melhor todas vocês e mais...


Nome:
Data de nascimento:
Formação:
Nome de Palhaça:
Tempo em que é palhaça:
Cidade em que atua:
Estado em que atua:
Email:
Blog:
Site:


 E informações extras que você achar interessante.